Queridas mães,  

Hoje a mensagem é para vocês. 

Vamos fazer uma viagem ao passado, quando estavam com o vosso rebento na barriguinha? Convido-vos a refletir sobre como a vossa gravidez foi vivida e agora como vivem a maternidade. Às grávidas desse lado, muitos parabéns. Vamos refletir juntas?  

Será que a forma como vivemos a gravidez define a forma como vivemos a maternidade? Habitualmente SIM. 

Na gravidez já é possível perceber a forma como as mães irão viver a maternidade. Há uma série de perfis diferentes, desde as mães-ansiedade; às mães-que-comem-por-2; às mães-zen; mães-pedestal; mães-galinha; às mães-conscientes. 

Por favor, não levem estes “rótulos”, como um “apontar de dedo”. São apenas perfis traçados, no geral. O mote é ajudar-vos, sempre e o mais possível a viver mais e melhor os desafios que pode representar ser “MÃE”. 

Se a gravidez é vivida com bastante ansiedade de tudo, associada a um medo de perda enorme: “Será menino ou menina? Mal posso esperar para saber”; “Vou fazer as 12 semanas, é hora de começar a organizar o quarto do bebé”; “Doutor, estou muito ansiosa por saber como ele está? Está mesmo tudo bem?”; “Vou ver ao Google para perceber se está mesmo tudo normal e bem, tenho tanto medo”. 

É difícil para estas mães-ansiedade viverem este período de forma tranquila, estão quase sempre com muitas preocupações e compram antecipadamente tudo o que há do mundo do bebé para que nada lhes falte. Quando o bebé nasce, este tipo de mãe tem muita dificuldade em se desapegar do bebé, sentindo um medo terrível de o perder e da distância. Tem necessidade de controlar tudo o que está a acontecer com ele, sentindo-se muito exausta e ansiosa com a nova fase, em que as dúvidas e desafios ficam na cabeça a baralhar as ideias todas. 

As mães-que-comem-por-2, habitualmente vivem a gravidez com grande histerismo, mas um nervoso da responsabilidade escondido. É um “excitex” imenso estar grávida e isso acaba por desculpar aquilo que comemos. Não só as quantidades mas os conteúdos. “Estou grávida, eu posso”. Aliás, as próprias pessoas à nossa volta verbalizam este tipo de frases. 

Quando o bebé nasce, há então, muitas vezes, um choque de realidade enorme. Mães que se vêem fisicamente modificadas e a ter de lidar com os seus novos corpos, assim como a experienciar o que é ser “mãe”. Então, os conflitos interiores de autoestima e identidade aumentam e há uma tendência natural para estas mães se anularem e sentirem que o foco está no crescimento do seu filho. 

As mães mais relaxadas, são “mães-zen”, mães que têm a tendência a ser bastante positivas relativamente ao período que atravessam “vai correr tudo bem.”, “faltam duas semanas para o nascimento, tenho de começar a organizar a mala da maternidade”. Mães descontraídas aceitam a gravidez como uma parte do processo, sem grandes agitações ou preocupações. Estas mães normalmente adotam uma postura segura quando o bebé nasce. São tranquilas e acham sempre que vai correr tudo bem. 

“Mães-pedestal” é um perfil de mãe, muito comum nos dias de hoje. São mães que acreditam que estar grávida é um estado de graça tão grande que adotam uma postura de seres especiais. Gostam muito do protagonismo que os outros lhe dão e a importância que dão à sua gravidez. São mulheres que gostam de expor a barriga e se sentem quase literalmente “com o Rei na barriga”. Quando os bebés nascem, estas mães gostam de tirar fotografias, habitualmente os recém nascidos são vestidos de forma a dar nas vistas, algumas mães assim gostam de se vestir com a roupa igual a eles, por exemplo. Na maternidade poderão ser mães muito ligadas às aparências, mais do que ao interior das relações. 

Culturalmente, este é um termo muito utilizado, as “mães-galinha”, são conhecidas por serem super protectoras. Seja durante a gravidez, para que nada lhes aconteça. O medo que algo aconteça faz com que acabem por estarem sempre um passo atrás em tudo, precavendo os acontecimentos e os perigos vindos de todos os lados. Com o bebé nos braços, estas mães tendem a continuar a ser super protetoras o que as torna também muito ansiosas quando algum acontecimento ou momento sai do seu controlo. 

“Mães-conscientes” são preocupadas não só com o seu filho, mas com os outros. Gostam de estar informadas e refletem sobre questões profundas, procurando encontrar um equilíbrio sobre a razão e o coração. Têm plena noção que a gravidez faz parte e é uma viagem, assim como a vida. Que a vida dos filhos não lhe pertence. E que apesar de ter sido escolhida para os acompanhar na viagem da vida, consegue separar por forma a fazer o que é melhor para eles. É segura e acaba por evitar ir “na onda geral da sociedade”, porque reflete nas suas ações, para que tudo lhe faça sentido. 

A gravidez é vivida desta forma, tranquila, sem grandes ansiedades, com a noção do que está e pode acontecer. Estas mães tendem a ser muito descontraídas também e adoram ser mães. Foi uma decisão tomada sem falsas expectativas, onde o coração e a razão criam um sincronismo senão perfeito, muito perto disso. 

É nossa escolha a forma como vivemos a gravidez e a forma como decidimos viver a maternidade. Mesmo contra as “correntes” mais comuns, é muito importante parar e pensar “quem queremos ser “ e como pretendemos que esta experiência tão marcante na vida de uma mulher seja. Está nas nossas mãos. Está nas suas mãos a decisão.

Que tipo de mãe queres ser? 

Muitos milhares de beijinhos mães queridas,

Carolina Vale Quaresma

Palavras-chave

Na ACTIVA apresentamos-lhe mulheres e ideias inspiradoras nas mais diversas áreas. Acompanhe-nos, deixe-se inspirar e leia já esta revista. ASSINE AQUI

Mais no portal

Mais Notícias

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

A PRIMA gosta das cores de verão da Parfois, dos sabores frescos da Brigadeirando e da nova coleção da Joana Mota Capitão

A PRIMA gosta das cores de verão da Parfois, dos sabores frescos da Brigadeirando e da nova coleção da Joana Mota Capitão

Não pode ser só o setor público a pagar proteção da costa - Mourinho Félix

Não pode ser só o setor público a pagar proteção da costa - Mourinho Félix

Princesa Leonor e infanta Sofía: espanhóis dividem-se quanto à futura formação militar das filhas de Felipe VI

Princesa Leonor e infanta Sofía: espanhóis dividem-se quanto à futura formação militar das filhas de Felipe VI

Zelensky demite embaixadora ucraniana em Portugal

Zelensky demite embaixadora ucraniana em Portugal

Inspirações para relaxar

Inspirações para relaxar

Ministro diz que Cobnferência dos Oceanos é

Ministro diz que Cobnferência dos Oceanos é "oportunidade única"

Lisboa depois dos turistas

Lisboa depois dos turistas

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

JL 1348

JL 1348

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

O que nos diz a morte dos generais russos sobre a guerra na Ucrânia?

O que nos diz a morte dos generais russos sobre a guerra na Ucrânia?

Oeiras EcoRally arranca sexta-feira com a participação da Exame Informática

Oeiras EcoRally arranca sexta-feira com a participação da Exame Informática

Paulo Battista:

Paulo Battista: "Tenho clientes que querem fatos à Goucha"

Charlene do Mónaco deslumbra em vestido assimétrico verde

Charlene do Mónaco deslumbra em vestido assimétrico verde

Boxes para correr apps em televisores mais antigos

Boxes para correr apps em televisores mais antigos

Quem resiste a estes saldos da Natura?

Quem resiste a estes saldos da Natura?

A incrível inteligência dos porcos

A incrível inteligência dos porcos

Contributo de Portugal passa por garantir que Atlântico

Contributo de Portugal passa por garantir que Atlântico "continua a ser um lago da NATO" -- CEMA

Catarina Furtado em retiro no Equador:

Catarina Furtado em retiro no Equador: "Luxo é também ter tempo para a simplicidade"

Tecnologia Renault para os carros do futuro

Tecnologia Renault para os carros do futuro

CARAS Decoração de junho: retiros naturais

CARAS Decoração de junho: retiros naturais

Como a Salsa usa tecnologia para melhorar a interação com os clientes

Como a Salsa usa tecnologia para melhorar a interação com os clientes

2 situações em que desperdiça dinheiro sem dar por isso

2 situações em que desperdiça dinheiro sem dar por isso

Príncipe Carlos faz

Príncipe Carlos faz "queixa" de Camilla

As figuras da PRIMA 16

As figuras da PRIMA 16

A história do Ballett Gulbenkian

A história do Ballett Gulbenkian

Máxima da Holanda deslumbra em vestido que estreou há 13 anos e joias do século XIX

Máxima da Holanda deslumbra em vestido que estreou há 13 anos e joias do século XIX

Sara Matos encanta em visual cor-de-rosa total

Sara Matos encanta em visual cor-de-rosa total

Helena Isabel mudou de visual:

Helena Isabel mudou de visual: "O resultado não poderia ter sido melhor!"

Dez vestidos em malha que vai querer comprar nos saldos

Dez vestidos em malha que vai querer comprar nos saldos

3 formas de comunicar melhor quando estamos magoados

3 formas de comunicar melhor quando estamos magoados