Ser criança é sermos todos nós. Ou pelo menos, é o que deveríamos ser. Recordo Saint Exupéry que dizia que os adultos são aborrecidos – e são aborrecidos, precisamente porque se esqueceram de que um dia foram crianças.

Não acredito em roupa de menino ou de menina. Não acredito na atribuição do rosa e do azul. Não creio nas secções de livros para as raparigas e nas secções de livros para os rapazes. Nem nas bonecas para elas. E nas bolas para eles. E acho, acima de tudo, que nenhum menino se deve sentir intimidado por pegar num livro de princesas. Assim como defendo que nenhuma menina deva pensar duas vezes antes de desistir do ballet para rumar ao futebol.

Ser criança é ser uma tela branca. Tela essa onde os adultos – os chatos – pintam os seus sonhos, as suas verdades, os seus dogmas. E tantas vezes se esquecem de pintar a liberdade. A igualde. E o respeito. Todos estes últimos três, tão mais importantes, que os três primeiros.

Neste dia é impossível não recordar uma viagem que fiz ao Egito, na qual percebi que ser criança era bem diferente do que esta privilegiada noção ocidental que temos. Por lá, meninos e meninas pedem por comida. Não é dinheiro que eles querem. É sim matar a fome. Vi-@s encardid@s como se nunca tivessem sentido água na pele. Magr@s como se estivessem à mercê de cair para o lado. E o pior disto tudo – estavam sozinhos.

Aventurei-me pelo Egito sem guias turísticos ou viagens de resort. Fiquei num hotel, que se dizia bom, onde crianças lavavam os elevadores e as escadas. Onde a exploração de trabalho infantil é uma realidade absoluta (e obsoleta) à qual ninguém vira a cara – porque é “normal”. Perdoem-me; não é normal. É DEVER da criança brincar. Não ter fome.

Poder escolher entre vestir rosa e azul. Ou verde, ou amarelo. Porque as cores não trazem “pilinhas ou pipis”. Fomos nós, os crescidos – os chatos – que pintamos a tela dessa maneira. Ser criança é querer sonhar com um amanhã sem medo. É não temer por ser negro ou branco. Amarelo ou vermelho. É poder sentir amor livremente sem se arriscar a ficar sem teto. Ser criança É ter na mão o poder de mudar o mundo. E nós, os adultos, os chatos, temos tanto a aprender com el@s. Porque o maior direito e maior dever da criança é… Ser criança.

Feliz dia da Criança.

Palavras-chave

Assine uma destas revistas e escolha um presente grátis. Estadas em hotéis, produtos de beleza e muitos outros. Aproveite. Assine aqui

Relacionados

No Gender

Estamos em desconfinamento total

A rubrica No Gender by Mário de Carvalho está de volta.

No Gender

Mário de Carvalho apresenta "Odete" - uma coleção 100% No Gender

Conheça o significado deste momento, nas palavras do próprio stylist.

No Gender

Mário de Carvalho responde às perguntas das leitoras da ACTIVA

Conheça melhor o stylist responsável pela rubrica No Gender.

Mais no portal

Nas Bancas

Manuela Roque: um exemplo de como as adversidades nos podem tornar uma pessoa melhor

Conheça a incrível história desta Mulher Real que celebramos na ACTIVA de fevereiro.

Moda

A Bershka tem jeans a 12,99 euros

Conheça a nossa seleção de 10 pares.

Saúde

Vacinas contra a COVID-19 não prejudicam casais que querem ter filhos

Este é o resultado de um novo estudo conduzido pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Boston, nos Estados Unidos.

Comportamento

De parceiros românticos a melhores amigos: 9 passos essenciais

Eis as recomendações de um psicólogo.

Comportamento

4 formas de dar a volta à procrastinação

De acordo com um psiquiatra.

#VozActiva

A lição de vida que Helena Isabel mais valoriza

Helena Isabel, a nossa protagonista de capa da edição de fevereiro (nas bancas) fala do que a vida lhe ensinou. Uma bela lição para ouvir no #vozactiva deste mês.

Celebridades

O drama de Kourtney Kardashian enquanto planeia o casamento

E que nada tem a ver com a cerimónia em si. Saiba o que se passa.

Saúde

Este medicamento comum pode prevenir abortos

E aumentar as chances de engravidar.

Beleza

Meghan remove a maquilhagem com estas toalhitas acessíveis

E amigas do ambiente - muito ao estilo da duquesa de Sussex.

Moda

Este vestido Zara não deixa ninguém indiferente

E é da cor do momento!

Moda

7 combinações de cores a experimentar em 2022

Inspire-se nestes "looks" que encontrámos nas redes sociais

Comportamento

A explicação simples para não sentimos atração por parentes próximos

Como, por exemplo, irmãos ou primos.