activa

Perfil

Saúde e Beleza

6 dicas que nunca lhe deram sobre fazer a depilação em casa

Diga adeus aos cortes, à pele seca, aos pelos encravados e à irritação.

Activa.pt

Delmaine Donson

Ao contrário de outros ritos de passagem como, por exemplo, tirar a carta ou aprender a andar de bicicleta, o mais certo é que nunca ninguém lhe tenha ensinado a fazer a depilação em casa de forma correta.

A maioria de nós aventurou-se nestas lides no início da adolescência, sem qualquer experiência ou orientação de uma pessoa que soubesse o que estava a fazer. Deste então, as suas habilidades provavelmente melhoraram.. mas há sempre arestas por limar.

Veja, abaixo, 6 dicas que vão melhorar (e muito) o processo e os resultados.

Não use gel de banho

Se quer uma pele suave, esqueça o gel de banho. Os cremes e espumas depilatórias parecem desnecessários, mas são importantes não só para ter os melhores resultados, como também para minimizar as borbulhas e a irritação. Porquê? Porque contêm emolientes específicos para essa função.

"Lubricficar a pele antes da depilação vai suavizar o pelo e o folículo," diz a dermatologista Dendy Engelman à revista 'Glamour'. "Dessa forma, há menos irritação quando a lâmina passa pela pele."

Se tiver mesmo de fazer a depilação e não tiver nenhum produto depilatório à mão, pode usar o seu amaciador de cabelo, óleo de coco ou até mesmo azeite. No entanto, evite o champô, que irrita a pele, e os sabonetes em barra, que 'entopem' as lâminas da sua gilete.

Não faça a depilação assim que entrar no duche

Se é daquelas pessoas que não perde tempo mal entra no duche, calma. Há um bom motivo para deixar a depilação para o fim.

"Ficar num ambiente húmido e quente permite suavizar a pele e os pelos," diz a dermatologista Whitney Bowe.

E com pelos e folículos mais suaves, graças ao vapor, será mais fácil e prático fazer a depilação.

Não tenha a mão pesada

Além de não usar creme depilatório, a pior coisa que pode fazer é ser brusca quando passa a gilete sobre a pele. Aplicar demasiada pressão pode causar irritação. Lembre-se que a lâmina deve ser passada no sentido do crescimento dos pelos, de cima para baixo, para não provocar lesões na pele e diminuir o risco dos pelos encravarem.

Creative-Family

Não se esqueça da esfoliação

Esfoliar a pele antes de fazer a depilação vai tornar o processo muito mais fácil. Porquê? Porque remove as células mortas e permite que a gilete deslize literalmente sobre a área e agarre os pelos de uma forma mais eficiente. E há mais uma vantagem: a esfoliação também ajuda a prevenir pelos encravados.

Não use uma gilete antiga

Este é o grande erro a evitar, principalmente porque é perigoso. As giletes velhas estão cheias de bactérias e produto acumulado, e contaminadas com germes, especialmente se forem descartáveis. Faça um favor a si mesma e à sua pele e deite-as fora depois de uma semana de uso.

Não apresse o processo

Caso o faça, o mais provável é acabar com cortes e feridas. E se isso acontecer, a solução está num produto inesperado: o antitranspirante.

"Passe água pela área e aplique um pouco de antitranspirante nela," aconselha a dermatologista Dendy Engelman. "O antitranspirante contém cloreto de alumínio, que pode contrair os vasos sanguíneos e coagular o sangue," continua, acrescentando que um cubo de gelo ou gotas para os olhos também funcionam.

Depois, aplique um bálsamo, que ajudará a proteger a ferida.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!