121353307.jpg

Dizem que ‘errar é humano e perdoar é divino’. Mas uma nova pesquisa revelou que ao perdoar quem nos magoou pode melhorar o seu estado de saúde.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia descobriram que as pessoas que deixam a raiva e orgulho de “lado” estão menos propensas a sofrer risco de pressão arterial elevada.

Eles pediram a cerca de 200 voluntários para pensarem em alguma ofensa sofrida e foram orientados a pensar também na pessoa que o tinha feito. Já a outra metade do grupo foi encorajada a perdoar um amigo que o tinha enfurecido e a considerar o sucedido de uma forma mais tolerante.

Após cinco minutos de descontração, os colaboradores foram ligados a máquinas que analisaram a pressão arterial e leituras do ritmo cardíaco e constataram que ambos os ritmos tinham diminuído, o que é benéfico para a saúde, dado que a hipertensão aumenta o risco de ataque cardíaco ou derrame cerebral.

Esta pesquisa encoraja as pessoas a perdoar em situações de stresse, pois a raiva tem na realidade efeitos negativos no nosso estado físico.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal