iStock-178136051.jpg

srugina

Um grupo de cientistas treinou três cães da raça Beagle, de modo a que estes fossem capazes de farejar células cancerígenas – nomeadamente de cancro do pulmão – em amostras de sangue humano. 96,7% das vezes, os animais acertaram qual o exemplar que indicava a presença da doença. Isto, até 18 meses antes de a doença ser identificada em exames médicos!

O recente estudo foi levado a cabo pela empresa farmacêutica BioScent Dx, embora experiências semelhantes já não sejam novidade. Isto porque os cães têm recetores de cheiro cerca de 10 mil vezes mais precisos que os humanos. Várias pessoas confiam nestes animais para detetar (e avisar) precocemente ataques de epilepsia, por exemplo, ou outras condições de saúde.

Embora não haja ainda uma cura para o cancro, a deteção precoce oferece as melhores hipóteses de sobrevivência. Um teste altamente sensitivo para a deteção de cancro poderia salvar milhares de vidas e alterar a forma como a doença é tratada. Este trabalho é muito entusiasmante, porque pode servir de base para investigações futuras de modo a encontrar novas ferramentas de deteção de cancro”, ressalta a autora do estudo, Heather Junqueira, citada pelo Daily Mail.

A empresa farmacêutica lançou também, em 2018, um estudo que pretende descobrir se pode ser usado o mesmo método na deteção de cancro da mama. Além disso, estão a ser investigados quais os componentes químicos que têm chamado a atenção dos caninos. Outros estudos já chegaram a indicar que era possível um cão detetar cancro da próstata, apenas através do cheiro da urina, ou mesmo da mama ou pulmão, ao farejarem o hálito dos doentes.

Se tem cães em casa, é importante notar os seus comportamentos. Se nota algumas mudanças, se estes estão constantemente a cheirá-la, se passam mais tempo ao pé de si por nenhuma razão aparente, se lhe dão mais atenção que o normal, ou se têm maior tendência para lhe lamber as mãos e pés, importa estar atenta a quaisquer sintomas que possa, eventualmente, estar a ignorar, e consultar um especialista.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Assine a ACTIVA e deixe-se inspirar com a oferta que preparámos a pensar em si. ASSINAR

Relacionados

Saúde

9 fatores que podem danificar o seu fígado

Não só as bebidas alcoólicas são perigosas.

Saúde

6 sintomas de cancro colorretal e do cólon que ninguém deve ignorar

Mesmo os mais jovens!

Saúde

Estas bebidas são capazes de melhorar vários aspetos da sua saúde

Certas ervas podem ajudá-la a ter mais energia, a dormir melhor, ou mesmo a melhorar o sistema imunitário.

Mais no portal

Comportamento

5 pessoas revelam os segredos que os companheiros esconderam até serem casados

Incluindo uma mãe que, afinal, estava viva.

Celebridades

Estas calças de Eva Longoria deram que falar

Veja a escolha original da atriz.

Comportamento

Como valorizar amigos e parceiros que são "bons o suficiente"

De acordo com uma psicóloga clínica, é importante não esperar (ou exigir) a perfeição dos outros.

Saúde

Os erros que estão a tornar os seus treinos de glúteos ineficazes

Se não vê diferenças, por mais que treine, confira estas dicas.

Moda

Artigos de moda indispensáveis para as adeptas de estéticas minimalistas

Estas 16 peças de roupa e acessórios são perfeitos para qualquer guarda-roupa cápsula de inverno.

Beleza

10 manicures para quem não gosta de unhas de uma só cor

Inspire-se nestas sugestões.

Beleza

Eis o que deve mudar na rotina de maquilhagem durante os meses frios

Para além das roupas, a maquilhagem também deve mudar quando chega o frio.

Saúde

Reduza a ansiedade em 1 minuto com este exercício

Partilhado por um especialista.

Beleza

Os cristais no cabelo elevam qualquer penteado ao próximo nível

Uma tendência que pode muito bem servir de inspiração para a Passagem de Ano.

Saúde

3 mitos sobre incontinência urinária esclarecidos

Por uma fisioterapeuta e uma médica de clínica geral.

Comportamento

Estes sinais indicam que a ansiedade está a levar a melhor sobre si

De acordo com um especialista.

Saúde

Rever séries é bom para a saúde - entenda o motivo

Confira a explicação de especialistas.