Um novo estudo acaba de associar as colorações de cabelo permanentes, bem como os alisamentos químicos a um maior risco de cancro da mama. Os resultados foram publicados no International Journal of Cancer e os cientistas responsáveis pela sua compilação pertencem aos National Institutes of Health (NIH) e ao National Institute of Environmental Health Sciences.

Ora, além das pessoas que pintaram o cabelo e que se submeteram a algum tipo de alisamento químico, aquelas que tinham aplicado este último a alguém também revelaram ter maior risco de desenvolver um tumor mamário maligno. As mulheres negras mostraram maior tendência a desenvolver a doença quando usavam este tipo de produtos.

Os investigadores analisaram dados de 46709 mulheres entre os 35 e os 74 anos de idade, descobrindo que – consoante fatores demográficos, saúde e estilo de vida -, as que tinham usado regularmente estes químicos no ano anterior tinham uma probabilidade 9% maior de desenvolver cancro da mama, comparando com as que não os usavam. No caso das mulheres negras, usar coloração permanente foi associada a um risco 45% maior. Quando usado a cada cinco ou oito semanas (ou mais regularmente), a percentagem aumentava para os 60%.

Note-se que, no que toca a colorações semi-permanentes ou temporárias, o estudo não encontrou qualquer ligação conclusiva. No caso dos alisamentos químicos, o risco de desenvolver cancro mamário fixou-se em mais 18% do que quando não eram submetidas a este processo, mas os investigadores concluíram que este resultado tinha de ser analisado em mais estudos.

Ainda assim, o co-autor Dale Sandler, afirmou: “Estamos expostos a muitas coisas que podiam, potencialmente, contribuir para o risco de cancro da mama, e é pouco provável que um único fator justifique este risco. Embora seja cedo para fazer uma recomendação firme, evitar estes químicos pode ser uma forma de as mulheres diminuirem o risco.”

Paul Pharoah, professor na Universidade de Cambridge, garantiu ainda que, embora estes resultados sejam interessantes, não mostram um aumento significativo do risco nem provam que esta seja uma relação causal, afirmando que “as mulheres que já usaram tais produtos no passado não devem preocupar-se com os riscos“.

Recorde-se que o Serviço Nacional de Saúde aponta o histórico familiar, a idade, a densidade mamária, bem como o estilo de vida como fatores que contribuem para o aparecimento da doença.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Mais no portal

Comportamento

Os 3 tipos de problemas que todos os casais enfrentam

De acordo com os especialistas em relacionamentos interpessoais.

Beleza

Manicure de Halloween: 10 inspirações

Prepare-se a rigor para a noite mais assustadora do ano.

Saúde

Covid-19: Foi descoberto um novo fator de risco entre vacinados

Mesmo com as duas doses, determinados hábitos podem aumentar o risco de infeção.

Moda

As diferenças essenciais entre moda e estilo

Não, não são a mesma coisa.

Saúde

No Brasil, 1 em cada 5 crianças sofre de anemia

Conheça as possíveis causas.

Celebridades

Jennifer Lopez retira penthouse do mercado após quatro anos sem ofertas

Localizada no Distrito de Flatiron, em Nova Iorque, tem uma vista de cortar a respiração para o famoso Madison Square Park.

Celebridades

Oprah vai entrevistar Adele em especial de televisão

Além da conversa, os fãs poderão assistir a uma performance da artista, que se prepara para lançar um novo álbum.

Comportamento

É possível fazer sexo sem quaisquer emoções envolvidas?

Eis a opinião surpreendente de uma sexóloga.

Beleza

Maquilhagem para os olhos com dois tons é a tendência mais marcante do outono

Nesta temporada, os maquilhadores convidam-nos a experimentar diferentes combinações de cores.

Comportamento

Existem 8 tipos de bullying: saiba quais são e como identificá-los

O Dia Mundial de Combate ao Bullying assinala-se anualmente a 20 de outubro.

Celebridades

Lizzo surpreende com vestido transparente

Veja o visual da cantora.