Botões de elevadores, corrimões, puxadores… é impossível evitar superfícies infestadas com germes no nosso dia-a-dia, daí a importância de lavar as mãos de forma minuciosa e com regularidade.

Embora não haja uma maneira de garantir que as superfícies públicas são higienizadas rotineiramente, existe uma que está sempre em contacto com as suas mãos e com o seu rosto, e sobre a qual tem controlo: o seu telemóvel.

Quão sujo pode estar um smartphone? 

De acordo com um estudo de 2017, publicado na revista científica “Germs”, que analisou 27 aparelhos pertencentes a adolescentes, os ecrãs abrigavam vírus e bactérias, incluindo E. coli, Staphylococcus aureus  Streptococcus, entre outros.

É importante sublinhar que os telemóveis não são os principais culpados da disseminação de doenças, mas alguns vírus podem ficar em superfícies inanimadas durante mais tempo do que se pensa. 

“A maioria dos vírus da gripe pode sobreviver desde algumas horas até 9 dias, dependendo da temperatura e humidade relativa,” explica o Dr. Charles Gerba, professor de epidemiologia e bioestatística no departamento de Ciência Ambiental da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, ao site “Good Housekeeping”. “Contudo, os não vírus podem sobreviver nas superfícies até durante quatro semanas. 

E no caso do coronavírus?

Não se sabe com exatidão quanto tempo o novo coronavírus sobrevive em cada tipo de superfície, mas estudos realizados com outros organismos da mesma família — como o Sars-CoV e o Mers-CoV — dão pistas sobre o seu comportamento no ecrã de um telemóvel, por exemplo.

Um documento publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2003 sugere que o Sars-CoV sobrevive cerca de 96 horas (4 dias) no vidro — justamente, um dos materiais mais presentes nos smartphones. A estimativa é corroborada por um estudo mais recente, da autoria de investigadores alemães, publicado em janeiro passado no “Journal of Hospital Infection”.

A investigação analisou os resultados de outros 22 trabalhos científicos e avaliou a resistência do coronavírus em materiais como o vidro, o plástico e o alumínio, entre outros. O resultado? Em alguns casos, nomeadamente em metal, PVC, papel e cerâmica (azulejos, tijoleiras), pode sobreviver até durante 5 dias.

Plano de ação

Dito isto, Carolyn Forte, a diretora do Good Housekeeping Institute Cleaning Lab, diz que desinfetar o telemóvel pode reduzir o risco de contacto com germes, especialmente durante a temporada da gripe, mas a prática não deve tirar-lhe o sono. 

No que diz respeito a limpar o aparelho, o primeiro passo deve ser não usar os mesmos produtos adstringentes que usa para limpar superfícies de plástico e de vidro noutras partes da sua casa, como a lixívia pura, produtos de limpeza de metais ou produtos de limpeza específicos para casas de banho.

“Nunca pulverize nada diretamente no telemóvel e evite saturá-lo com produto, uma vez que não quer que ele fique molhado,” aconselha Forte, acrescentando que também devemos evitar produtos abrasivos.

Similarmente, a Apple adverte os clientes de que os materiais pesados de limpeza comercial podem danificar os revestimentos resistentes às impressões digitais nos ecrãs e, possivelmente, riscar as frentes de vidro, enquanto a Samsung divulgou o mesmo aviso em relação aos populares modelos Galaxy.

Percorra a galeria e veja como desinfetar o seu telemóvel, passo a passo.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Comportamento

4 formas de salvar o planeta entre quatro paredes

A sustentabilidade chegou ao sexo.

Moda

Parfois: 5 colares perfeitos para o verão

Cor não lhes falta!

Comportamento

Os 10 países mais ecológicos do mundo ficam na Europa - mas Portugal não é um deles

Veja em que posição estamos e o que podemos aprender com as nações que dão o exemplo.

Moda

Conheça cinco marcas de moda que estão a mobilizar-se pelo planeta

O resultado são estas coleções, que aliam estilo a consciência ambiental.

Beleza

As novidades de beleza para um estilo de vida mais sustentável e consciente

Para celebrar o Dia da Terra, assinalado anualmente a 22 de abril.

Lifestyle

O segredo de Vanessa Martins para poupar até 5 litros de água por dia em casa

Um pequeno gesto com grandes repercussões.

Mulheres Inspiradoras

Quatro ambientalistas portuguesas que tem mesmo de conhecer

Aqui ficam alguns exemplos de mulheres que renovam diariamente o compromisso de conservação e preservação ambiental.

Saúde

Grávida? Entenda a importância da gestão da ansiedade e do exercício físico

Uma fase de várias mudanças que exige um grande sentido de adaptação.

Moda

Roupa interior e de banho criada a pensar em mulheres que passaram por uma mastectomia

A Mango estreia-se neste tipo de underwear e swimwear específicos, sendo que todos as lucros da venda desta coleção serão doados à associação teta & teta.

#VozActiva

Madalena Brandão: "Ser mãe é uma aprendizagem constante"

No #VozActiva deste mês, a nossa protagonista de capa fala sobre a jornada que é a maternidade. Uma conversa a não perder!

Nas Bancas

A sua Activa ao alcance de um click

Abril águas mil e aquela preguiça de correr debaixo de chuva até ao quiosque para comprar a Activa mais recente? Não stresse. Basta assinar a ACTIVA digital e tem acesso a tudo, sem se molhar.