@brittanyxavier

As festas que marcam o final de dezembro são momentos de grande comemoração. Afinal de contas, é nesta altura que nos sentimos gratos pelas lições que aprendemos e pelas pessoas que tivemos à nossa volta, e, claro, preparamo-nos para o ano que está por vir.

Durante a quadra natalícia, as bebidas alcoólicas como, por exemplo, os vinhos, as cervejas e os espumantes, acabam por estar sempre presentes. Contudo, é (sempre) preciso beber com moderação. Isto porque o álcool pode causar uma série de danos a curto e longo prazo no organismo. Por isso mesmo, reunimos sete motivos pelos quais deve reduzir, ou até mesmo evitar completamente, o consumo de bebidas alcoólicas nas festas. Confira, abaixo:

Desidratação da pele

A perda de água causada pelo álcool afeta a saúde da pele. De acordo com a dermatologista Paola Pomerantzeff, em declarações à revista “L’Officiel Brasil”, a pele também é um dos tecidos periféricos de onde o organismo retira água para metabolizar o álcool. Como resultado, o tecido cutâneo pode sofrer desidratação, descamação e até mesmo perda de brilho. Para além disso, o consumo de bebidas alcoólicas favorece um processo inflamatório na pele que, a longo prazo, pode causar envelhecimento precoce, com o surgimento de rugas, flacidez e linhas de expressão. Dito isto, não há como errar com a ingestão de muita água.

Surgimento de doenças orais

Outra estrutura afetada pela perda de água causada pelo álcool é a boca e os dentes. “O processo de desidratação causado pelo álcool provoca a diminuição na produção de saliva. Como resultado, ficamos mais suscetíveis ao desenvolvimento de doenças como cáries, gengivites e erosão dentária, visto que uma das principais funções da saliva é justamente proteger os dentes e as mucosas orais”, afirma o cirurgião-dentista Dr. Hugo Lewgoy à mesma publicação.

Tendo isto em conta, além de ingerir bastante água, o especialista aconselha que tenha sempre um kit portátil consigo, sendo que este deve ser composto por uma escova de dentes, pasta dentífrica e fio dentário. Assim, poderá fazer a higienização oral durante as festas.

Ressecamento da região íntima

O aumento exagerado de bebidas alcoólicas durante o período de festas pode ainda afetar a saúde íntima feminina. “Entre outros problemas, o álcool causa desidratação, porque o organismo precisa de uma grande quantidade de água para metabolizá-lo. Logo, se não houver água suficiente, o organismo vai buscá-la a órgãos periféricos, diminuindo a lubrificação íntima e contribuindo para o ressecamento”, afirma a Dra. Eloisa Pinho, ginecologista e obstetra.

Aumento da predisposição a problemas circulatórios

Por favorecer a desidratação, o álcool, além de aumentar a incidência de cãibras e dores musculares, também pode fazer com que o organismo retenha mais líquidos. “Como resultado, ficamos mais inchados e a pressão sobre as veias e artérias aumenta, o que pode contribuir para o surgimento de problemas vasculares como varizes e trombose”, sublinha a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, à “L’Officiel Brasil”.

Desaceleração  do metabolismo

O fígado é o responsável por digerir as bebidas alcoólicas e também é o responsável pelo metabolismo da gordura. “O fígado trabalha diariamente, quebrando as gorduras da alimentação e eliminando as toxinas. Quando bebe álcool, acaba por adicionar mais uma tarefa às funções deste órgão. Desta forma, ele não consegue processar a gordura de maneira tão rápida e eficientemente, pois estará, também, a trabalhar para expelir o álcool. Como consequência, ocorre a desaceleração do metabolismo, levando, inclusive, ao acúmulo de gordura”, explica a Dra. Marcella Garcez, nutrologista e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia. 

Palavras-chave

Relacionados

Lifestyle

Serão as bebidas alcoólicas realmente inimigas da balança?

A resposta não é assim tão linear.

Saúde

Eis um truque de emagrecimento que não implica a privação de bebidas alcoólicas (pelo contrário)

Atentem, apreciadores de vinho!

Saúde

Estas bebidas são quase tão prejudiciais para a nossa saúde como os refrigerantes

Ouvimos falar dos 'malefícios dos refrigerantes para a nossa saúde, mas muitas vezes passa-nos ao lado que há outras bebidas, aparentemente mais inofensivas, que não são igualmente benéficas para nós., Veja o vídeo e descubra quais são.

Mais no portal

Comportamento

Como prever o divórcio? Pessoas contam as histórias de casamentos mais insólitas

Algumas são mesmo difíceis de acreditar.

Ora Bem

Dois confinamentos, duas pessoas diferentes

Não sou a mesma de há um ano - e tenho a sensação de que isso não é lá muito bom.

Moda

Isabel Silva lança duas novas peças da coleção com a Aly John

Caracterizadas por uma grande versatilidade.

Finanças de A a Z

Saiba como poupar nos seguros dos animais domésticos

O novo episódio da rubrica Finanças de A a Z diz-lhe tudo o que precisa saber para escolher as soluções mais vantajosas.

Saúde

Aqui ficam vários programas para dar um 'boost' à sua saúde

Propostas de alimentação saudável que pode encomendar e receber em casa.

Comportamento

Conheça os três pilares da paixão para uma relação longa e feliz

Apaixonarmo-nos é fácil. Mantermo-nos assim já é outra conversa e requer algum mindfulness, diz uma especialista.

Lifestyle

Hoje, vamos comer fora: quatro sugestões de restaurantes para saborear com calma

Sabores novos para experimentar como se estivesse no restaurante.

Saúde

8 alimentos que fortalecem o sistema imunitário

Escolhas simples, à venda em qualquer supermercado.

Moda

Estas são as 8 peças essenciais para construir um armário cápsula de primavera

Uma proposta que resulta num guarda-roupa com menos peças e extremamente prático.

Lifestyle

5 benefícios da leitura comprovados pela ciência

Veja em que sentidos a mente pode beneficiar deste hábito.

Saúde

Demi Lovato explica "fórmula saudável" com que conseguiu perder peso

Uma explicação digna de aplausos.

Moda

A nova coleção da Zara é um sonho de verão

Tem passado pela secção de novidades da loja online da marca?