@mariussperlich

Problemas como dores de costa, dores de cabeça – dores no corpo, no geral -, têm vindo a aumentar. E a grande culpada pode ser a pandemia. De acordo com a psicóloga Rachel Zoffness, emoções negativas podem exacerbar problemas físicos – ou seja, o stress tem-se refletido fisicamente em nós.

Da mesma forma que o nervosismo que sentimos no primeiro encontro nos dá “borboletas na barriga”, também o medo faz o nosso coração acelerar, faz-nos respirar mais rápido, suar e tremer. Isto para exemplificar como as nossas emoções produzem sensações físicas.

A ansiedade e o stress também se manifestam fisicamente, em diferentes formas para diferentes pessoas. Enquanto o stress humano evoluiu para nos proteger, também pode provocar estragos no corpo – sobretudo quando sentido por longos períodos de tempo. A ansiedade e o stress podem causar dores de cabeça, dores de estômago, diarreia, náusea, vómitos, tensão muscular, dores de costas,dores no peito, dificuldades respiratórias, tonturas, acne, queda de cabelo, ganho ou perda de peso, entre muitos outros sintomas“, citou a psicóloga, num texto para a psychology today.

Os grandes culpados destes problemas? Sobretudo as hormonas do stress – que deixam o nosso corpo em estado de alerta, provocando sensações físicas da cabeça aos pés – e os mecanismos do nosso cérebro que regulam a dor – quanto mais stressados, mais dor sentidos; quanto mais relaxados e gratos, menos dor. Ou seja, a dor é sempre uma mistura emocional e física, explica Zoffness.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal