@nycbambi

Ouvimos falar cada vez mais em pessoas com sensibilidades, alergias ou até mesmo intolerâncias alimentares – sendo, por norma, o glúten e a lactose os principais “inimigos”. Contudo, e porque cada caso é um caso e os nossos organismos diferem, é difícil identificar quais os alimentos que nos deixam mais desconfortáveis.

De modo a evitar gases, diarreia, dores de cabeças, náuseas e outros sintomas bastante incómodos, poderá – sempre com o acompanhamento de um profissional – fazer a dieta da eliminação (que não tem a ver com perda de peso, mas sim com a redução de sintomas menos positivos no nosso corpo).

Ora, o problema é que muitas de nós não conseguem compreender os motivos do desconforto, principalmente se já tiverem uma alimentação saudável. Mas saiba que há vários alimentos bastante saudáveis que podem causar determinados sintomas. Alguns dos mais comuns são: café, milho, lacticínios, ovos, amendoins e frutos secos, marisco, soja, trigo e álcool.

Tal como o nome indica, para identificar os alimentos que lhe fazem “mal”, importa fazer testes – e, aí, terá de eliminar certos produtos que costuma consumir e perceber se se sente melhor ou não. Mas não basta eliminá-los por apenas alguns dias – este é um plano que deve ser preciso e acompanhado por um especialista, e que pode durar entre três a oito semanas.

Antes de começar uma dieta de eliminação, tenha consigo um diário de ‘comidas e sintomas’ consigo, de modo a ajudar a identificar padrões entre os hábitos alimentares e os sintomas“, sugere a nutricionista Maxine Yeung.

Ou seja, deve ir registando tudo o que come normalmente, sem eliminar nada de imediato – mesmo que perceba que um determinado produto lhe causa algum tipo de desconforto -, de modo a perceber se existe alguma relação entre sintomas e alimentos que consome.

Ora, após identificar padrões e de se aconselhar com um especialista, a dieta da eliminação pode ser uma ajuda bastante útil para a redução do desconforto que sente. E se vier a descobrir que os seus principais “inimigos” são alimentos que adora, terá de tentar evitá-los, tendo em mente que, sempre que não conseguir resistir-lhes, sofrerá consequências. Por fim, importa identificar se tem apenas alguma sensibilidade ou se o seu corpo não tolera, de todo, algum alimento – no primeiro caso, este apenas lhe trará desconforto, mas, no segundo, poderá mesmo causar danos no seu organismo.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA por apenas €2,60/mês. Aproveite esta oferta especial, tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo e arquivo digital, leia em qualquer lugar e cancele quando quiser. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal

Saúde

Sabe o que é a distimia?

A doença pode ser semelhante à depressão. Conheça as diferenças e saiba como tratar.

Saúde

Como é que a ansiedade pode sabotar o seu relacionamento?

Este é um transtorno psicológico que merece tratamento.

Beleza

Este truque simples tem muitos benefícios para a pele e o cabelo

Os especialistas dizem que vale muito a pena fazer esta substituição à noite.

Nas Bancas

Conheça melhor o delicioso mundo de Luísa Villar

Uma artigo para ler e saborear com todos os sentidos, sobre esta mulher inspiradora que decidiu mudar de vida aos 50 anos.

#VozActiva

Helena Isabel abre o coração sobre o significado da idade

O que é a idade e o que é que ela nos traz? Helena Isabel, a protagonista de capa da nossa edição de fevereiro (nas bancas) responde no #vozactiva deste mês.

Diz Quem Sabe

Síndrome do Impostor: quando somos o nosso pior inimigo

Saiba como contornar o problema.

Saúde

Porque é que a COVID-19 causa confusão mental?

Um estudo recente encontrou respostas.

Saúde

Este truque potenciam os inúmeros benefícios do alho

Confira como deve consumir este poderoso alimento.

Lifestyle

Instituto Macrobiótico fecha portas após 40 anos

As dificuldades financeiras trazidas pela pandemia foram motivo apontado.

Lifestyle

EasyJet tem viagens a partir de 14,99 euros

Aproveite!

Moda

As tendências de botas que vão vingar em 2022

De acordo com a Zara.

Saúde

5 truques para proteger as mãos do frio

Gestos que podemos ter para evitar danos nesta parte do corpo que, regra geral, está muito exposta e acaba por sofrer lesões quando as temperaturas estão mais baixas.