@vivianhoorn

Quando se fala em gordura, geralmente, faz-se uma associação ao acúmulo de tecido adiposo em áreas como, por exemplo, a barriga, as coxas, os glúteos ou os braços. Essa gordura existe e, quando em excesso, pode prejudicar a saúde, mas não é a única presente no nosso organismo. Na verdade, existem seis tipos, com funções e importâncias distintas. 

Gordura essencial

Como o nome indica, precisamos dela para viver. Ela regula a temperatura do corpo, a absorção de vitaminas, a estrutura celular e a produção de uma série de hormonas. Para gozar de uma boa saúde, o nosso corpo necessita de entre 10% e 13% desse tipo de gordura – números abaixo disso causam, entre outras coisas, uma queda drástica nos níveis hormonais (algo muito comum entre atletas profissionais).

Gordura branca

Este tipo de gordura está relacionado com aquele “pneuzinho” chato que teima em sair para fora das calças e tem esse nome devido à sua baixa densidade de mitocôndrias e vasos sanguíneos. A sua principal função é transformar as calorias em células adiposas, enchendo assim os reservatórios de energia do corpo. A sua existência em excesso compromete os mecanismos de saciedade do organismo, porque aumenta a resistência à leptina, a hormona que ajuda a controlar a fome.

Gordura Castanha

Ao contrário da gordura branca, esse tipo estimula o corpo a usar energia, queimando calorias para gerar calor. Um estudo realizado pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos, descobriu que ambientes frios aumentam a atividade da gordura castanha, fazendo com que ela queime as reservas da branca mais rapidamente.

Gordura bege

Assim como a gordura castanha, a bege queima calorias para manter a temperatura corporal. A diferença é que a bege origina a partir da branca quando o corpo sofre algum stress, como a prática de atividade física. Isto significa que ela tem o potencial de ser uma arma contra o excesso de peso e a obesidade não só por esvaziar as reservas de energia como por reduzir a quantidade de células adiposas que acumulam calorias em forma de gordura.

Gordura subcutânea

Este tipo é aquele que fica localizado diretamente sob a pele. No que à saúde diz respeito, geralmente, a gordura subcutânea não é tão nociva quanto os outros tipos de gordura. Para manter os níveis sob controlo, é necessário praticar exercício físico e consumir menos calorias do que o número que queima durante o dia.

Gordura visceral

Trata-se da gordura branca que se deposita entre os órgãos. A sua existência em excesso está associada ao aumento do risco de diabetes, de hipertensão, de colesterol elevado, de enfarte e de AVC. Para combater este inimigo número um da balança e da saúde, além de controlar a ingestão diária de calorias e de apostar em produtos integrais e em gorduras insaturadas, é necessário evitar alimentos processados.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Imagem de Sucesso

As regras de estilo para escolher "looks" mais frescos sem descurar a elegância

Este é o tema do novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso.

Diz Quem Sabe

Ervilha amarela: uma nova alternativa aos alimentos de origem animal?

Um artigo de opinião assinado pela nutricionista Ana Leonor Perdigão.

Diz Quem Sabe

Tudo o que precisa de saber sobre a reabilitação oncológica

Um artigo de opinião assinado pelo médico Énio Pestana, do Hospital CUF Cascais, sobre este tipo de cuidados.

Saúde

Podcast: Sandra Gomes Silva responde às nossas questões sobre vegetarianismo

Os prós e os contras de um tipo de alimentação que leva em conta preocupações éticas e ambientais. Afinal, precisamos mesmo da carne para sermos saudáveis?

Saúde

O vegetarianismo melhora a vida sexual? Eis o que diz a Ciência

Não podemos subestimar o poder de uma dieta à base de plantas.

Mulheres Inspiradoras

Tem mesmo de conhecer estas ambientalistas portuguesas

Aqui ficam alguns exemplos de mulheres que renovam diariamente o compromisso de conservação e preservação ambiental.

Beleza

Conheça as grandes vantagens dos champôs sólidos

Preparámos também uma lista de produtos que pode incluir na sua rotina de cuidados capilares.

Nas Bancas

Como salvar as suas plantas

Na ACTIVA Verde, já em banca, os conselhos para escolher e cuidar das suas plantas.

Nas Bancas

Este casal mostra-nos como é viver "fora da rede"

Uma casa de madeira foi o início da mudança.

Nas Bancas

Receitas (de chef): desperdício zero

Sabia que está a deitar fora uma das melhores partes dos seus legumes?

Comportamento

A sustentabilidade chegou ao sexo

Conheça quatro formas de ajudar a salvar o planeta entre quatro paredes.