@friederikchen

Elas podem ser a tendência millennial da vez mas, afinal, ter plantas em casa faz muito mais por nós do que embelezar divisões. Isto de acordo com um estudo da Universidade de Harvard, que durou oito anos. 

Os investigadores analisaram mulheres que viviam em habitações repletas de plantas, tendo comparado o estado de saúde destas participantes com o de outras que dispensavam a jardinagem. As conclusões dizem que as voluntárias do primeiro grupo não só têm uma esperança de vida mais longa, mas também são mais felizes.

Ficámos surpresos ao observar ligações tão fortes entre o aumento da exposição a plantas e menores taxas de mortalidade”, afirmou Peter James, investigador do Departamento de Epidemiologia da Harvard Chan School. “Ficámos ainda mais surpresos ao encontrar evidências de que uma grande proporção dos aparentes benefícios de altos níveis de vegetação parecem estar ligados à melhoria da saúde mental”.

Embora criar uma selva urbana em casa não seja exatamente o mesmo que estar perto de uma vegetação natural ao ar livre, os benefícios mantêm-se. De sublinhar que, ao longo dos anos, vários estudos descobriram muitos aspetos positivos associados à botânica de interiores, incluindo, mas não se limitando a, redução do stress, melhoria na qualidade do ar e mudanças positivas na atividade elétrica do cérebro, tensão muscular e atividade cardíaca

Palavras-chave

Relacionados

Lifestyle

Quer combater o stresse? Estas são as plantas que deve ter no seu escritório

As plantas podem purificar o ar de ambientes fechados. Por esse motivo é fundamental escolher plantas mais resistentes.

Diz Quem Sabe

Pensar verde: 5 dicas para remodelar a sua casa de forma sustentável

A designer de interiores Cristiane Carvalho explica como conseguir ambientes tranquilos, harmoniosos, elegantes e amigos do ambiente.

Nas Bancas

Conheça a jornada de Ana Milhazes em direcção a uma vida mais sustentável e consciente

A embaixadora do movimento Lixo Zero Portugal fala-nos dos temas que a apaixonam: o minimalismo, o slow living, o desperdício zero e o yoga.

Mais no portal

Moda

Estas saias prometem fazer furor nas estações quentes

Apresentamos-lhe seis modelos que são ótimos investimentos tanto para a primavera como para o verão de 2021.

Lifestyle

Vamos falar sobre os deliciosos tacos japoneses do FishFish Sushi?

Às quartas-feiras, na compra de três tacos, o restaurante oferece um quarto. Uma oferta literalmente irresistível!

Body Shaper

O derradeiro plano para declarar guerra à celulite e à retenção de líquidos

O novo episódio da rubrica Body Shaper traz-lhe um plano de ataque, sublinhe-se, só com dicas caseiras.

Diz Quem Sabe

Questões a ponderar antes de avançar com uma mudança na vida profissional

A coach Lúcia Palma deixa alguns pontos a ter em conta antes de efetuar qualquer mudança neste campo.

Saúde

Os reajustes necessários para perder peso depois dos 40

Aconselhados por uma especialista.

Beleza

Base demasiado clara? Este truque do TikTok ajuda a resolver o problema

É bastante simples e económico.

Moda

Duvidamos que haja um vestido mais prático do que este

É só vestir e sair porta fora, sem pensar muito no styling.

Comportamento

Os 10 pilares de relacionamentos saudáveis

De acordo com um perito em relações amorosas, existem 10 alicerces de uma parceria que tendem a ser subestimados.

Celebridades

Ex-mulher de Travis Barker alega que o músico teve um caso com Kim Kardashian

Barker é o novo namorado de Kourtney Kardashian.

Diz Quem Sabe

O guia para criar uma selva urbana em casa

Um artigo de opinião assinado por José Luís Velasco, product manager da Gardenia, sobre os novos hábitos que se cultivaram e enraizaram em tempos de confinamento.

Comportamento

Como ser mais vulnerável num relacionamento (mesmo que isso a assuste)

O medo da rejeição faz-nos levantar a guarda e, por conseguinte, perdemos coisas boas como a intimidade e a conexão.

Diz Quem Sabe

O couro cabeludo também precisa de proteção solar

O Dr. Carlos Portinha, coordenador Clínico do Grupo Inspary, explica que o cancro da pele pode ser uma das consequências da exposição do couro cabeludo aos raios solares.