Pinterest

Se precisa de mais motivos para ‘tirar uma soneca’ depois do almoço (ou em qualquer outra altura do dia), então veio ao lugar certo. Há quem diga que o hábito melhora o desempenho, o estado de alerta e até mesmo o humor. Para além do estado de espírito, ao que tudo indica, também tem benefícios para a saúde comprovados pela ciência.

Um estudo recente, conduzido pelo Hospital Geral Asklepieion, em Voula, na Grécia, analisou dados de 212 pessoas com tensão alta e concluiu que aquelas que cochilavam durante uma hora a meio do dia conseguia baixar a pressão arterial em 3 mmHg (a unidade de medida padrão).

Embora isto possa não parecer uma grande redução, os autores sublinham que reduzir a pressão arterial em apenas 2 mmHg pode minimizar o risco de eventos cardiovasculares em até 10%.

“De acordo com nosso estudo, as sestas ao meio-dia parecem reduzir os níveis de pressão arterial e, provavelmente, também podem diminuir o número de medicamentos necessários”, disse o Dr. Manolis Kallistratos, o cardiologista que liderou o estudo.

Resumindo: não há a necessidade de se sentir preguiçoso por ceder a um bom cochilo. Outros estudos concluíram que o sono de curta duração pode melhorar as funções cerebrais, desde a memória até ao foco e à criatividade, bem como ajudar a combater o stress.

 

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Saúde

Não consegue dormir? Estes hábitos podem estar a atrapalhar o seu sono

Aprenda a ter um sono com mais qualidade

Comportamento

Procrastinação na hora de dormir é um ciclo vicioso que sabota a qualidade do sono

Um hábito que está a tornar-se cada vez mais comum em tempos de pandemia.

Comportamento

As mulheres perdem três horas de sono por noite por causa dos parceiros

De acordo com um estudo britânico, que analisou dois mil casais, essas horas equivalem a 45 dias por ano.

Mais no portal

Celebridades

Kate regressa ao trabalho com abordagem fresca à tendência da alfaiataria

Depois de uma pausa de verão, a duquesa de Cambridge retomou os deveres oficiais com uma visita a oficias da Força Aérea Real.

Celebridades

Sofia Vergara celebra o trigésimo aniversário do filho com festa animada

A atriz foi mãe aos 19 anos e Manolo Gonzalez Vergara é o seu único filho.

Celebridades

O motivo para Morgan Freeman usar uma luva na mão esquerda

Muitos pensam que o ator teve a mão amputada ou que se trata de uma afirmação de moda, mas não é o caso.

Celebridades

Os artistas lusófonos que já se apresentaram na plataforma internacional ColorsxStudios

Carolina Deslandes fez manchetes recentemente ao apresentar o novo single "Eco", que homenageia a fadista Amália através do refrão de "Grito", neste palco global.

Saúde

Vírus que ataca plantas de feijão-frade pode proteger os pulmões do cancro metástico

A técnica preveniu, ou pelo menos minimizou, a disseminação de tumores malignos e melanoma em ratos-domésticos.

Nas Bancas

A ACTIVA de outubro, com Vera Kolodzig na capa, chega amanhã às bancas!

Uma edição sobre mulheres cujas vozes activas são forças de mudança.

Moda

Como usar cabedal com estilo e elegância

Com o aproximar da nova temporada, é altura de tirar estas peças da gaveta.

Beleza

Cabelos: conheça as tendências fortes da nova temporada

Dos cortes aos penteados, estas são algumas das apostas fortes para os meses de outono e inverno.

Comportamento

Psicóloga recomenda estratégia de 7 passos para deixar um parceiro controlador

Neste tipo de dinâmica, uma pessoa domina ou participa na intimidação do parceiro. Pode acontecer a qualquer pessoa.

Beleza

Cabelos espetados nunca mais! Este acessório veio acabar com o problema da eletricidade estática no nosso cabelo

Há um novo acessório para secador de cabelo que elimina o encrespamento

Saúde

O motivo para o corpo humano libertar vapor após treinos em climas húmidos

Sim, é possível, e a explicação é muito simples.

Mulheres Inspiradoras

“Somos brasileiras antes de sermos mulheres imigrantes”

Prostitutas que roubam maridos e falam “brasileiro”. Os estereótipos construídos ao redor da mulher brasileira são usados para justificar violência, negativas de direitos fundamentais e esvaziar as suas identidades. E estamos em 2021.