@purienne

A menstruação começa para a maioria das mulheres aos 12/13 anos, sendo que passam a ter um fluxo sanguíneo eliminado pela vagina, a cada 21-35 dias, entre a puberdade e a menopausa. De acordo com a American Academy of Obstetricians and Gynecologists, o período pode ser usado como um sinal vital de saúde. Ou seja, tudo, desde a duração do ciclo às texturas e cores, pode indicar algo importante sobre o bem-estar físico. 

O site Healthline.com explica que é possível que as cores do sangue variem entre o preto e o vermelho vivo, ou do castanho ao laranja. Embora a maioria delas serem consideradas “normais” ou “saudáveis”, algumas são motivo suficiente para marcar uma consulta no ginecologista.

Entenda o que significam as diferentes cores do sangue menstrual:

Preto

Pode ficar alarmada ao ver sangue negro, mas não há necessariamente um motivo para se preocupar. Esta cor está relacionada com o sangue castanho, que é velho. Pode assemelhar-se a café moído e, regra geral, apenas está a demorar um pouco mais para sair do útero.

Castanho

De todas as cores, o castanho é o maior indicador de sangue antigo. Ele teve tempo para oxidar, e é por isso que o tom se afasta do vermelho padrão.

Também está associado a:

  • Princípio ou fim do período. Quando o fluxo é lento, o sangue pode demorar mais a ser expelido do corpo. Se o sangue ficar mais tempo no útero, pode tornar-se castanho. Também pode ser sangue que sobrou da última menstruação.
  • Lóquios. Ou seja, a evacuação sanguínea vaginal que sucede ao parto. Começa relativamente pesada e, do quarto dia para a frente, pode ser de cor rosada ou acastanhada.
  • Gravidez. Se tiver perdas de sangue durante a gestação, elas podem ser castanhas caso o sangramento ativo tenha parado. De qualquer forma, deve procurar um médico.

Vermelho escuro

Durante a menstruação, poderá ver sangue vermelho escuro ao acordar ou depois de ficar algum tempo deitada. A cor escura pode simplesmente significar que o sangue ficou no útero por um tempo, mas não oxidou a ponto de ficar castanho.

Também está associado a:

  • Fim do período. É normal que veja esta cor de sangue à medida que o fluxo diminui.
  • Lóquios. O sangramento após o parto começa pesado e pode conter coágulos. Pode aparecer na cor vermelha escura nos primeiros três dias, antes de mudar para diferentes tons e texturas. As mulheres que foram submetidas a cesarianas podem ter este sangramento intenso apenas nas primeiras 24 horas.

Vermelho vivo

O período pode começar com um sangramento vermelho vivo. Isto significa que o sangue está fresco e flui rapidamente. Ele poderá manter-se assim durante toda a menstruação ou escurecer conforme o fluxo diminui. 

Também está associado a:

  • Infeção. Algumas infeções, como a clamídia e a gonorreia, podem causar sangramentos entre menstruações. Se é o caso, contacte um médico.
  • Gravidez. As perdas de sangue durante a gestação, independentemente da cor, podem ou não ser motivo de alarme. Por vezes, as mulheres levam a gravidez a termo e têm bebés saudáveis. Cada caso é único. Por isso mesmo, é melhor consultar um especialista.
  • Pólipos ou miomas. Estes tumores não cancerosos no útero podem causar fluxo intenso durante a menstruação ou, em outras ocasiões, durante o ciclo menstrual. Eles podem ser grandes ou pequenos e causar outros sintomas, como dores e pressão.

Cor-de-rosa

O sangue pode aparecer cor-de-rosa no início ou no fim da menstruação, especialmente se tiver pequenas perdas. Este tom mais claro indica que o sangue se misturou com o fluido cervical, diluindo a sua tonalidade.

Também está associado a:

  • Lóquios. Do quarto dia em diante, os lóquios podem ser rosados ​​ou acastanhados.
  • Baixo estrogénio. Às vezes, o sangue menstrual rosa pode indicar níveis baixos de estrogénio no corpo. O estrogénio ajuda a estabilizar o revestimento uterino. Sem essa hormona, pode ocorrer a descamação do endométrio algumas vezes durante o ciclo, levando a perdas de sangue de várias cores, incluindo cor-de-rosa.
  • Sangramentos a meio do ciclo. Poderá ver esta cor na altura da ovulação. 
  • Aborto espontâneo. Se estiver grávida e expelir um líquido transparente ou rosado pela, poderá ter sofrido um aborto espontâneo. Outros indicadores incluem a passagem de tecidos, cólicas e a perda de sintomas da gravidez.

Cor-de-laranja

Quando o sangue se mistura com o fluido cervical também pode parecer cor de laranja. Como resultado, pode poderá ter um corrimento alaranjado pelos mesmos motivos que justificam o rosado.

Também está associado a:

  • Nidação. Algumas mulheres relatam ter tido perdas de sangue cor de laranja ou cor-de-rosa na altura em que suspeitam que a implantação tenha ocorrido, ou entre 10 a 14 dias após a conceção. Nem todas as mulheres passam por isto mas, a acontecer, as cores podem variar. Se tem sangramentos que não evoluem para o aparecimento da menstruação, talvez seja uma boa ideia fazer um teste de gravidez.
  • Infeção. Qualquer secreção de cor anormal ou incomum também pode ser um sinal de uma infeção bacteriana ou sexualmente transmissível.

Cinzento

Um corrimento cinzento ou esbranquiçado é motivo para procurar um especialista.

Também está associado a:

  • Infeção. Esta cor pode indicar que tem uma infeção a formar-se, como a vaginose bacteriana. Outros sinais de infeção incluem febre, dores, comichão e odor desagradável.
  • Aborto espontâneo. Se está grávida, este pode ser um sinal de aborto espontâneo. Os tecidos expelidos pela vagina também podem ser cinzentos.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Moda

Estas saias prometem fazer furor nas estações quentes

Apresentamos-lhe seis modelos que são ótimos investimentos tanto para a primavera como para o verão de 2021.

Lifestyle

Vamos falar sobre os deliciosos tacos japoneses do FishFish Sushi?

Às quartas-feiras, na compra de três tacos, o restaurante oferece um quarto. Uma oferta literalmente irresistível!

Body Shaper

O derradeiro plano para declarar guerra à celulite e à retenção de líquidos

O novo episódio da rubrica Body Shaper traz-lhe um plano de ataque, sublinhe-se, só com dicas caseiras.

Diz Quem Sabe

Questões a ponderar antes de avançar com uma mudança na vida profissional

A coach Lúcia Palma deixa alguns pontos a ter em conta antes de efetuar qualquer mudança neste campo.

Saúde

Os reajustes necessários para perder peso depois dos 40

Aconselhados por uma especialista.

Beleza

Base demasiado clara? Este truque do TikTok ajuda a resolver o problema

É bastante simples e económico.

Moda

Duvidamos que haja um vestido mais prático do que este

É só vestir e sair porta fora, sem pensar muito no styling.

Comportamento

Os 10 pilares de relacionamentos saudáveis

De acordo com um perito em relações amorosas, existem 10 alicerces de uma parceria que tendem a ser subestimados.

Celebridades

Ex-mulher de Travis Barker alega que o músico teve um caso com Kim Kardashian

Barker é o novo namorado de Kourtney Kardashian.

Diz Quem Sabe

O guia para criar uma selva urbana em casa

Um artigo de opinião assinado por José Luís Velasco, product manager da Gardenia, sobre os novos hábitos que se cultivaram e enraizaram em tempos de confinamento.

Comportamento

Como ser mais vulnerável num relacionamento (mesmo que isso a assuste)

O medo da rejeição faz-nos levantar a guarda e, por conseguinte, perdemos coisas boas como a intimidade e a conexão.

Diz Quem Sabe

O couro cabeludo também precisa de proteção solar

O Dr. Carlos Portinha, coordenador Clínico do Grupo Inspary, explica que o cancro da pele pode ser uma das consequências da exposição do couro cabeludo aos raios solares.