@kenziekesslerphoto

A Bayer lançou, recentemente e a nível internacional, a campanha #JustAMyth, que explica vários mitos comuns associados à saúde feminina. O objetivo é contribuir para o empoderamento da mulher, que passa a ter acesso a informação mais correta, contibuindo de forma positiva para o próprio bem-estar.

Fique com 7 desses mitos, desmistificados:

#JustAMyth 1: É normal ter menstruações abundantes

A hemorragia uterina abundante (HUA) é uma condição médica em que o fluxo menstrual é excessivo e pode afetar de forma negativa a qualidade de vida física, social e emocional de uma mulher. Uma em cada três mulheres sofre de HUA em algum momento da sua vida. Esta é uma condição que pode ocorrer sozinha ou em conjunto com outros sintomas. Converse com o seu médico para discutir possíveis tratamentos.

#JustAMyth. 2: As mulheres não podem mudar as suas hipóteses de ter cancro da mama

Muitos dos fatores de risco mais importantes para o cancro da mama estão para lá do nosso controlo, como ser mulher, a idade, fatores genéticos e histórico familiar. Adicionalmente, ter seios densos aumenta o risco de desenvolver cancro da mama. Porém, a atividade física regular, uma alimentação saudável e não ser fumadora são alguns dos fatores que podem ajudar a reduzir o risco. Realizar os exames de rotina é também essencial.

#JustAMyth 3: A menopausa começa de forma repentina aos 50 anos

A menopausa é um processo natural e inevitável devido ao envelhecimento dos ovários, uma vez que estes produzem cada vez menos hormonas sexuais. Embora a idade média para a menopausa seja aos 51 anos, as mulheres podem começar a sentir as suas manifestações (como a irregularidades nos períodos menstruais, afrontamentos e distúrbios do sono) aos 40 anos (ou em alguns casos até aos 30). Os sintomas da menopausa podem ser duradouros e debilitantes – convrse com o seu médico para perceber como os pode amenizar.

#JustAMyth 4: O cancro da mama causa sempre um caroço que eu posso sentir

O cancro da mama nem sempre causa um nódulo distinto, especialmente nos estadios iniciais. É possível que, quando isso acontecer, o cancro já se tenha espalhado para além da mama para os nódulos linfáticos. Os exames regulares, como a mamografia, podem ajudar a detetar a doença no seu estadio inicial e tratável.

#JustAMyth 5: As mulheres jovens não têm endometriose

Estima-se que até 15% das mulheres em idade fértil são afetadas pela endometriose, uma doença recorrente e persistente nas mulheres. A endometriose pode ser física e emocionalmente debilitante, reduzindo significativamente a qualidade de vida geral das mulheres, exercendo um impacto negativo no seu desempenho académico e produtividade no trabalho. Procure um especialista para um correto diagnóstico e discussão de tratamentos.

#JustAMyth 6: Se eu tiver qualquer tipo de cancro no tecido mamário, uma mamografia com certeza vai encontrá-lo

As mamografias padrão não detetam cerca de 20 por cento dos cancros da mama no momento do diagnóstico. Para os tipos de cancro com mais risco a triagem adicional, como a ressonância magnética ou mamografia com contraste, pode ser uma boa opção. Isto é particularmente importante em mulheres com seios densos, onde é ainda mais difícil ver um tumor numa mamografia. Fale com o seu médico sobre a sua densidade mamária e o método de check-up para diagnóstico mais adequado para si.

#JustAMyth 7: Os métodos naturais para controlo da natalidade não exigem rotinas

Os métodos naturais para controlo da natalidade podem basear-se na duração do ciclo menstrual ou na identificação de sinais e sintomas (como a temperatura basal e muco cervical) para determinar o período fértil. Estes métodos não têm interferência química ou mecânica e não exigem nenhuma toma. No entanto, exigem um entendimento aprofundado da mulher sobre o seu ciclo menstrual, monitorização rigorosa e diária dos sinais de fertilidade e períodos de abstinência sexual. Não são métodos recomendados a mulheres em extremos da vida fértil (adolescência, perimenopausa), têm menor eficácia (até 24% das mulheres pode engravidar no 1º ano de uso) e podem ser difíceis (e até impossíveis) de usar por mulheres com ciclos irregulares ou quando existem condições médicas que dificultam a monitorização dos sinais de fertilidade.

Para mais informações sobre métodos contracetivos, visite este site.

Palavras-chave

Mais no portal

Beleza

"Pre-poo": os grandes benefícios deste tratamento para cabelos crespos

E para todos os tipos de caracóis, que estão sempre sedentos de hidratação.

#VozActiva

Isabela Valadeiro: "Se não salvarmos os oceanos, não há futuro"

A nossa protagonista de julho fala sobre a relação com o mar e da necessidade de preservarmosos oceanos no #VozActiva deste mês.

Saúde

5 mitos e verdades sobre proteção solar

O verão chegou esta segunda-feira, dia 21, e nunca é demais recordar a importância de manter a pele protegida. Em qualquer altura o ano.

Moda

Descobrimos onde pode comprar um casaco desportivo igualzinho ao de Bella Hadid

A modelo rendeu-se a uma criação que custa menos de 50 euros.

Comportamento

5 hábitos de bons ouvintes - e como eles podem melhorar relações

Pode parecer simples e intuitivo mas ouvir (mesmo) outra pessoa requer um esforço sincero e muita prática.

Diz Quem Sabe

Saiba como preparar a mente para o regresso ao escritório em seis passos

Um artigo de opinião assinado por Joana Freitas, mental coach e CEO da empresaespecializada em serviços de Gestão de Stress Up Your Mind.

Diz Quem Sabe

Todos juntos para um bom ritmo cardíaco

O Dia Mundial do Ritmo Cardíaco assinalou-se no passado dia 13 de junho e inspirou este artigo de opinião assinado pelo Dr. Rogério Ferreira, médico especialista em medicina interna.

Diz Quem Sabe

Eu sou a minha paixão, não a minha doença

Um artigo de opinião assinado por Elsa Mateus, presidente da Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas.

Celebridades

Karlie Kloss mostra os bastidores da nova realidade como mãe

"A primeira saída à noite da mamã", diz a legenda de uma fotografia (literalmente) sem filtros.

Comportamento

Saiba como quebrar um ciclo de procrastinação

Em apenas quatro passos, de acordo com um especialista.

Celebridades

Khloé Kardashian admite que fez rinoplastia

A estrela abriu o coração sobre os rumores de cirurgia plástica num episódio especial de "Keeping Up with the Kardashians".

Moda

Os vestidos de verão que adoramos neste momento

Tem espreitado as novidades da Zara recentemente?