A frase “quem canta seus males espanta” nunca fez tanto sentido. Se se sente mais relaxada depois de interpretar as suas músicas favoritas, a ciência tem uma explicação para isso: cantar combate o stress.

Sarah Wilson, neuropsicóloga clínica e responsável pela Escola de Ciências Psicológicas da Universidade de Melbourne, na Austrália, que liderou um estudo que levanta o véu sobre os muitos benefícios da atividade. No processo, fez ressonâncias magnéticas a voluntários com diferentes habilidades vocais enquanto estes cantarolavam. “Existe uma rede de canto no cérebro [que é] amplamente distribuída”, afirma.

Quando falamos, o hemisfério do cérebro que lida com a linguagem ilumina-se, como é expectável. No entanto, quando cantamos, ambos os lados do cérebro ganham vida. “Também vemos o envolvimento das redes de emoções do cérebro”, acrescenta Wilson, explicando que as áreas que controlam os movimentos de que precisamos para produzir sons e articulações também se iluminam.

O esforço físico envolvido no canto – encher os pulmões, o controle firme das cordas vocais, os movimentos da boca e do corpo – está entre as razões pelas quais a atividade pode melhorar nosso humor. Cantar é um exercício aeróbico que liberta endorfinas, os produtos químicos de ‘bem-estar’ do cérebro, diz Baishali Mukherjee, da Federação Mundial de Musicoterapia, em declarações ao site da BBC.

“As endorfinas estão relacionadas com uma sensação geral de felicidade elevada. Dá uma sensação de euforia, portanto está tudo associado a uma redução do stress”, explica. “Quando estamos de bom humor, fortalecemos o sistema imunitário… respondemos a fatores de stress de uma forma mais positiva e melhoramos os padrões de sono”.

Cantar também envolve aquele que é, muito provavelmente, a maior arma anti-stress do corpo: respirar. A respiração profunda ou diafragmática permite que ocorra uma troca total de oxigénio nas células do pulmão, ativando o sistema nervoso parassimpático do corpo, que, por sua vez, diminui a frequência cardíaca e dilata os vasos sanguíneos, o que reduz a pressão arterial.

Embora a respiração profunda seja usada há muito tempo em práticas terapêuticas, a neurofisiologia por detrás dela só começou a ser explorada recentemente. Num estudo recente, os investigadores descobriram que manter o foco em controlar a taxa de respiração – uma habilidade fundamental para cantar – ativa partes do cérebro que estão ligadas à emoção, atenção e consciência corporal.

Palavras-chave

Relacionados

Saúde

Entenda a relação entre o stress e a queda de cabelo

Um estudo recente da Universidade de Harvard debruçou-se sobre o tema e, para além disso, encontrou uma substância que poderá estimular o crescimento dos fios.

Saúde

Especialistas apontam 11 sintomas de stress aos quais deve estar atento

Descubra quais.

Beleza

4 formas naturais de dar luta à acne provocada pelo stress

Os tempos que correm podem causam stress, o que, por sua vez, pode causar o caos na pele do rosto. Mas não desespere. Existem formas de melhorar a situação.

Mais no portal

Beleza

"Pre-poo": os grandes benefícios deste tratamento para cabelos crespos

E para todos os tipos de caracóis, que estão sempre sedentos de hidratação.

#VozActiva

Isabela Valadeiro: "Se não salvarmos os oceanos, não há futuro"

A nossa protagonista de julho fala sobre a relação com o mar e da necessidade de preservarmosos oceanos no #VozActiva deste mês.

Saúde

5 mitos e verdades sobre proteção solar

O verão chegou esta segunda-feira, dia 21, e nunca é demais recordar a importância de manter a pele protegida. Em qualquer altura o ano.

Moda

Descobrimos onde pode comprar um casaco desportivo igualzinho ao de Bella Hadid

A modelo rendeu-se a uma criação que custa menos de 50 euros.

Comportamento

5 hábitos de bons ouvintes - e como eles podem melhorar relações

Pode parecer simples e intuitivo mas ouvir (mesmo) outra pessoa requer um esforço sincero e muita prática.

Diz Quem Sabe

Saiba como preparar a mente para o regresso ao escritório em seis passos

Um artigo de opinião assinado por Joana Freitas, mental coach e CEO da empresaespecializada em serviços de Gestão de Stress Up Your Mind.

Saúde

Todos juntos para um bom ritmo cardíaco

O Dia Mundial do Ritmo Cardíaco assinalou-se no passado dia 13 de junho e inspirou este artigo de opinião assinado pelo Dr. Rogério Ferreira, médico especialista em medicina interna.

Diz Quem Sabe

Eu sou a minha paixão, não a minha doença

Um artigo de opinião assinado por Elsa Mateus, presidente da Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas.

Celebridades

Karlie Kloss mostra os bastidores da nova realidade como mãe

"A primeira saída à noite da mamã", diz a legenda de uma fotografia (literalmente) sem filtros.

Comportamento

Saiba como quebrar um ciclo de procrastinação

Em apenas quatro passos, de acordo com um especialista.

Celebridades

Khloé Kardashian admite que fez rinoplastia

A estrela abriu o coração sobre os rumores de cirurgia plástica num episódio especial de "Keeping Up with the Kardashians".

Moda

Os vestidos de verão que adoramos neste momento

Tem espreitado as novidades da Zara recentemente?