@emelinaah

A menstruação atrasada é um dos principais sinais de que um bebé está a caminho. Caso se confirme, ela permanece ‘ausente’ durante os nove meses de gestação e, também, enquanto decorre o aleitamento exclusivo após o parto.

Quando as sessões de amamentação começam a ficar espaçadas, a tendência é que o período regresse, o que pode acarretar as infames cólicas. Mas será que elas melhoram depois da gravidez? 

Antes de irmos à resposta, para começar, é preciso ter em mente que cada organismo feminino é único e, entre todas as variações que ele pode ter, a mais acentuada está ligada ao aleitamento materno.

“Quando a mulher amamenta, ela produz uma hormona chamada prolactina. Na grande maioria das vezes, principalmente se o aleitamento é exclusivo, ela acaba por inibir a ovulação e, por conseguinte, a mulher fica sem menstruar nesse período”, diz a ginecologista e obstetra Erika Kawano ao portal bebe.com.br.

Assim sendo, as mulheres que não dão de mamar costumam voltar a menstruar entre um a dois meses após o parto. As que o fazem, por sua vez, voltam a ter o período apenas quando há uma diminuição da produção de leite materno e, por conseguinte, dos níveis de prolactina. 

As cólicas melhoram mesmo?

“Se a mulher tinha muitas cólicas antes da gestação, principalmente devido a condições como a endometriose ou a adenomiose, o estímulo hormonal, em particular da progesterona em altas dosagens, acaba por diminuir as dores depois de uma gravidez”, esclarece a médica. Contudo, se a contração do útero não estiver ligada a nenhuma doença, a tendência é que a mulher volte a ter o mesmo tipo de padrão de dor após a gestação.

Vale o mesmo para o fluxo menstrual

O regresso total da menstruação só é possível quando a mulher pára de amamentar o bebé por completo. “Pode ser que o período fique irregular nos primeiros dois ou três meses, e o fluxo pode variar bastante: pode ser mais leve ou vir um pouco mais intenso”, revela a Dra. Erika Kawano.

Depois dessa fase, o ciclo menstrual voltará ao que era antes da gestação, exceto para quem sofre de doenças como, por exemplo, a endometriose, em que a carga hormonal da gestação também favorece a redução de sintomas como o fluxo intenso. Se essa desregulação durar mais de três meses, a ginecologista e obstetra diz que é necessário procurar um especialista.

Palavras-chave

Assine uma destas revistas e escolha um presente grátis. Estadas em hotéis, produtos de beleza e muitos outros. Aproveite. Assine aqui

Relacionados

Saúde

Eis os principais sintomas de gravidez no primeiro mês

Sim, as quatro primeiras semanas de gestação podem já trazer alguns "sinais".

Saúde

Grávidas com COVID-19 têm risco acrescido de desenvolverem pré-eclâmpsia

Quando não tratada, esta complicação da gravidez pode levar à morte da mãe e do bebé.

Saúde

As cólicas menstruais são (quase) tão dolorosas quanto ter um ataque cardíaco

"Eu acredito que é algo que deve ser tratado, como qualquer outra coisa em medicina", afirmou um especialista.

Mais no portal

Beleza

Meghan remove a maquilhagem com estas toalhitas acessíveis

E amigas do ambiente - muito ao estilo da duquesa de Sussex.

Moda

Este vestido Zara não deixa ninguém indiferente

E é da cor do momento!

Moda

7 combinações de cores a experimentar em 2022

Inspire-se nestes "looks" que encontrámos nas redes sociais

É só uma sugestão

Contra: refeições deliciosas num espaço icónico em Lisboa

Localizado nas Docas de Santo Amaro, na capital, garante momentos saborosos à beira-rio.

Saúde

Covid-19: Mesmo com teste negativo, evite sair de casa se tem este sintoma

Parece ser bastante comum na variante Ómicron.

Comportamento

A explicação simples para não sentimos atração por parentes próximos

Como, por exemplo, irmãos ou primos.

Saúde

10 segredos simples para emagrecer rápido

Adote estes hábitos que aceleram o processo sem prejudicar a saúde.

Moda

Esta peça básica é a "cola" de todos os visuais de inverno

Provavelmente já a tem no guarda-roupa.

Comportamento

4 dicas práticas para aumentar a autoestima

De acordo com uma escritora, consultora e especialista na interseção de felicidade e tecnologia.

Comportamento

Diferenças comuns que podem colocar a sua relação em perigo

De acordo com uma psicóloga.

#VozActiva

Helena Isabel: "As pessoas podem ser bonitas de diferentes maneiras e em qualquer idade"

No #vozactiva deste mês, a protagonista de capa da nossa edição de fevereiro (nas bancas) fala da relação entre a beleza e a idade.

Comportamento

O tamanho não importa, mas há uma coisa que as mulheres valorizam bastante

De acordo com diferentes estudos sobre o assunto.